O valente Bernardo

Olá! Sou a Tatiane, mãe do Bernardo, que hoje tem 6 meses. Descobri minha gestaçao com 2 meses e logo em seguida passei por dificuldades em relação ao pai dele que não esteve ao meu lado em nenhum momento…

Com 3 meses de gravidez, descobri que meu filho tinha líquido no cérebro e foi desesperador.  No princípio, o baque foi imenso e eu não quis aceitar ou mesmo acreditar.  Procurei outra obstetra para realizar um novo ultrassom na esperança de ter um diagnóstico diferente. Mas foi o mesmo. Fui recomendada a esperar a morfológica para saber ao certo as condições do meu bebê.

Quando fiz a morfológica, descobri calcificações, má formações e o tal líquido em quantidade aumentada. Desde então meu mundo desabou! Não queria aceitar o que Deus tinha me proporcionado… Com o tempo, a força veio da  minha religiao, que foi meu maior apoio.

No finalzinho da gestação, o médico esclareceu o diagnóstico do meu filho: portador de microcefalia, hidrocefalia e uma má formação no cerebelo.

Meu filho nasceu de parto normal com bom peso e não aparentava a microcefalia. Desde então é acompanhado por uma equipe médica e terapêutica. Fez todos os exames e hoje o diagnóstico dele é microcefalia com síndrome de Dandy Walker.

Hoje ele faz fisioterapia e fono e também iniciará o acompanhamento com terapeuta ocupacional.  Além disso, toma remédios para controlar as crises convulsivas. 

Sou mãe e pai e confesso que me corta o coração não ter um pai ao lado dele para acompanhar o desenvolvimento, mas eu amo demais essa criança e luto por ele. Não vou dizer que é facil porque estaria mentindo…  São forças que temos que resgatar dia a dia, mas acredito que Deus sabe o que é melhor para todos e que se Ele quiser meu filho vai andar e falar… 

Esse é o Bernardo, um valente!

15050038_1262426780484766_407953763_n