Mamãe Malhada – largada

Gente linda, boa noite! Hoje vou compartilhar com vocês a novidade da semana:  foi dada a largada ao Projeto Mamãe Malhada! Pois é, depois de algumas tribulações, mudanças e adaptações a mamãe do Dom Valente conseguiu um tempinho precioso para cuidar de si.

Todas as mamães são atarefadas, mas as especiais são um pouquinho mais porque os filhotes requerem alguns cuidados extras. Médicos especialistas, exames, terapias, fono, natação, musicoterapia, Educação Precoce e  tantos outros compromissos  são iniciados precocemente e tornam a nossa rotina bem agitada, podendo dar inveja a qualquer executivo por aí… Paralelamente a isso tudo ainda temos que dar conta da casa, marido, filho mais velho, blog, gente chata… O tempo é curto e a rotina pesada, mas é fundamental pensar em si!

Mais de um ano se passou desde a chegada do Dom Valente. As exigências aumentaram, a rotina mudou bruscamente e eu me via cada vez mais cansada e desanimada. Estava vivendo no automático – acordava, apertava o play e fazia tudo sem pensar. Vivia irritada, esgotada e descabelada (essa última ainda não resolvi).

Um belo dia decidi que caminharia no parque. Me organizei e fiz isso por uma semana, adequando os exercícios a agenda movimentada do Matheus. As caminhadas me deixaram um pouquinho mais feliz. Também aproveitava para brincar com o bebê na grama e na terra, o que para ele é ótimo. Contudo, veio o susto da hiperdrenagem da válvula, a necessidade da cirurgia e todos os cuidados. Adeus caminhadas!

Semana passada enquanto procurava um lugar para cortar as madeixas, avistei uma academia e me atrevi a perguntar o valor… Confesso que esperava algo exorbitante por se tratar do DF.  A atendente me apresentou o espaço,  explicou sobre os programas e informou os valores. Me encantei! Voltei para casa decidida a retomar a malhação.

Então, essa semana comecei a treinar! Fiz avaliação na terça e preciso eliminar 20 quilos de gordura! Eu vou conseguir! A análise do meu corpinho feita por meio do exame de bioimpedância detectou que tenho uma quantidade boa de músculos, que há proporcionalidade entre todos os membros e o centro do corpo, que meus braços são fortes (claro, faço levantamento de bebê), que minhas pernocas necessitam de musculação, que estou com índices de água e proteínas em dia e que tenho gordura de sobra… Buá, buá, bora malhar!!! 

 BIOIMPEDÂNCIA – avalia com alta precisão a composição corporal.  Por meio de uma corrente elétrica imperceptível, são avaliados:·.

  • Massa Gorda 
  • Massa Magra (Músculos, Ossos e Vísceras)
  • Água Corporal Total 
  • Monitoramento do ganho ou perda de massa gordurosa
  • Monitoramento do ganho ou perda de massa magra.
  • Avaliação dos níveis de hidratação
  • Taxa de metabolismo Basal
O treinamento focado no objetivo começou na quarta! Cheguei na academia às 6:30 da manhã, Gustavo me direcionou para a esteira e eu fui logo alertando: NÃO CORRO! Ele, sutilmente, ignorou minha informação. Ficou ao meu lado e me fez correr numa sequência intervalada. Quase morri, mas posei de corredora. Só eu sei o que senti, o que pensei, o quanto o xinguei! Depois disso, começamos a sessão de tortura! Sim, só quem já fez treino funcional sabe o que senti. Nunca puxar elástico, agachar e levantar segurando uma bola e pular step foi tão sofrido. E os abdominais, então? Ahhh lembrei que tenho abdômen, embora encoberto por uma espessa camada de banha… 
TREINO FUNCIONAL – a principal característica desse tipo de treinamento são os exercícios focados na necessidade de quem pratica. Ou seja, eles são elaborados para alcançar o resultado que o aluno precisa, seja fortalecimento ou queima de calorias. Assim, o indivíduo pratica diferentes sequências em cima de bases instáveis, como bolas, pranchas e bastões, e aciona os músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força e aptidão cardiorrespiratória.
E assim foi a semana, a largada ao Projeto Mamãe Malhada foi dada… O corpo ficou dolorido (e como), mas a alma ficou leve! A disposição é outra! 
Ahh, aliado ao treinamento intenso está a reeducação alimentar. Agora sou fit. Crepioca, tapioca, batata doce e frango estão presentes no meu cardápio diário(farei posts sobre isso).
Para as amigas leitoras posso dizer que foi a melhor escolha. Nós mamães devemos nos reconhecer frágeis, passíveis de falhas, suscetíveis ao cansaço e, a partir disso,  nos mimar um pouco, nos tratar com mais carinho, mais cuidado. Devemos encontrar um tempo para contemplar as belezas da vida, para comer uma comida quente, degustar um bom vinho, um chocolate (sem culpa), um café com as amigas, um cochilo no meio da tarde…
Aqui o processo está no começo, mas já me sinto renovada, mais plena, mais forte. Tenho certeza que os reflexos dessa mudança serão notados por todos, especialmente pelo Matheus, minha maior missão. 
 Queridas leitoras (mamães e mamães especiais),  busque uma oportunidade, cuide se si. Tenho certeza que seremos pessoas ainda melhores quando aceitarmos nossas fragilidades e encontramos um tempo só nosso!
Cuide do seu coração, do seu corpo e do seu espírito. 
Motive-se e compartilhe as experiências com a gente! Super beijo!