Brinquedoteca, para que te quero?

Friedmann (1996, p.40) explica que a Brinquedoteca “é um espaço preparado para estimular a criança a brincar, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, dentro de um ambiente especialmente lúdico.”

As Brinquedotecas surgiram a partir da necessidade que as crianças de uma escola na periferia de Los Angeles tinham em manusear brinquedos. Essa necessidade os levou a furtarem pequenos objetos em uma loja de brinquedo nas proximidades. O dono do estabelecimento ao se deparar com a situação propôs uma parceria com o diretor da escola, e juntos começaram a fazer empréstimos de brinquedos para todas as crianças que não tinham condições de comprar esses objetos. Então, em 1934 surgiu a primeira Brinquedoteca, e a partir daí ela ficou mundialmente conhecida, chegando ao Brasil em 1971. 

A ideia de Brinquedoteca chegou ao Brasil por meio de uma exposição de brinquedos pedagógicos organizada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE). Essa exposição teve como objetivo mostrar aos pais, professores, alunos e profissionais da área, todas as novidades do mercado. Devido ao grande interesse das pessoas pela exposição, a APAE transformou-a em um setor de recursos pedagógicos dentro da própria instituição. Em 1973 foi implantado no Brasil o sistema de rodízios de brinquedos e materiais pedagógicos. Assim, todos os brinquedos pertencentes ao setor de educação da APAE passaram a ser utilizados nos moldes de uma biblioteca circulante. Diversos profissionais da área foram se interessando pelo assunto o que levou o Brasil a apresentar vários trabalhos em congressos mundiais.

Após intensa divulgação, em 1981 surgiu no Brasil a primeira Brinquedoteca escolar situada na escola de Indianápolis, em São Paulo/SP. Essa se destinava a todas as crianças que por lá chegassem. A partir desse momento, surgiram diferentes tipos de Brinquedotecas localizadas em diversos espaços, tais como escolas, hospitais, universidades, clínicas psicológicas, centros culturais, entre outros.

A Brinquedoteca visa receber crianças de todas as idades, sendo construída de modo que atenda suas necessidades por meio dos jogos, brinquedos e brincadeiras. A ocorrência disso se dá pelo envolvimento de todos em situações imaginárias bem planejadas.

Dentro desse espaço que se desdobra em vários outros por meio da organização dos cantos lúdicos, as crianças vivenciam situações diferenciadas, aprendem a conviver em grupo, a respeitar o outro. As situações pedagógicas criadas permitem interação, a compreensão de conceitos e regras, a exploração das habilidades infantis.

Como percebemos a ideia central que envolve a Brinquedoteca é a criança e o brincar, visto que pelas atividades lúdicas elas assumem papéis sociais. Portanto, considerando o brincar como atividade principal da criança, esse espaço em qualquer contexto mostra-se fundamental e condizente às necessidades das crianças de todas as idades, pois permite o desenvolvimento das potencialidades e habilidades.

Autora: Paola Fernanda

Comentários

  1. Muito interessante! Um despertar aos profissionais da educação quanto a utilização da brinquedoteca como ferramenta de aprendizado e desenvolvimento da criança.

  2. Lindo o texto, devemos ter a consciência de que não devemos podar o ludico das crianças